Game Boy

Game Boy
História

O desenvolvimento do portátil foi iniciado em 1986 por Gunpei Yokoi e a equipa R&D1 da Nintendo japonesa. O objectivo era combinar as características do Famicon com a portabilidade da Game & Watch, também produzido por Yokoi. O primeiro protótipo da consola foi apresentado à directoria da Nintendo em 1987, surpreendendo os empresários. O presidente da empresa especulou 25 milhões de unidades vendidas em três anos, mas a quantidade foi de 32 milhões. Foi lançado em 1989 e teve sua primeira alteração estética e tecnológica após oito anos. O projecto foi anunciado e mostrado na feira E3 de 1987, porque a Nintendo queria entrar com o mercado das consolas portáteis. Com o grande sucesso da NES (Nintendo Entertainment System), a empresa tentou, mais uma vez, fazer sucesso com esta consola. Em 1988, já estava tudo pronto, e começava a ser vendida em Abril de 1989. O aparelho tinha de ser uma consola de jogos realmente portátil (cabia no bolso de quaisquer camisas ou calças), simples (o processador principal tinha apenas 4,19 Mhz e o seu écrã era a preto e branco), eficiente (as pilhas duravam até 20 horas consecutivas), barato (foi lançado pelo equivalente a 100 dólares) e que levaria até aos jogadores, onde quer que estivessem, a diversão até então só experimentada no conforto dos seus lares ou em salões de jogos. O Game Boy surgiu em 1989 com um ecrã de cristais líquidos monocromático de fundo verde, jogos a preto e branco, gráficos de 8-Bites e com a possibilidade de ser jogado por mais do que uma pessoa, utilizando o Cabo Game Link. Vinha já de fábrica com o jogo Tetris e a sua produção durou entre 1989 e 1995. Em 1996 surgiu o "Game Boy Pocket", com acabamentos em prateado metalizado, 30% menor que o Game Boy normal e ecrã monocromático mais nítido. Funcionava com 2 pilhas AAA, o que lhe possibilitava caber na palma da mão, mantendo o mesmo tamanho do ecrã, porém com mais brilho e nitidez. Em 1997 surgiu o Game Boy Light, uns milímetros maior do que o Game Boy Pocket, só que com um extra - luz interna, o que lhe permitia ser jogado no escuro, e também perdeu o fundo esverdeado, que cansava bastante a vista. Este modelo é bastante raro, pois só foi lançado no Japão. Em 1998 surge o Game Boy Color, já com um ecrã a cores e a capacidade de reproduzir os antigos jogos dos seus antecessores. A nova tecnologia trouxe um ecrã LCD de baixo consumo de energia e transmissão de dados por infravermelhos em jogos compatíveis. Aproveitando o sucesso da série Pokémon, a Nintendo produziu uma versão especial da consola com um Pikachue estampado, chamado de Game Boy Color: Pikachu Edition. Em 2001, a Nintendo inova com o Game Boy Advance. Este foi criado para usar dois CPUs (um CPU RISC a 32-Bites e o comum Z-80 de 8-Bites) e com um ecrã de 2.9" a trabalhar com uma resolução de 240 x 160 pixéis com 32.000 cores. A consola possui um formato horizontal e recebeu a adição dos botões L e R. A energia é obtida através de duas pilhas AA.
Conta também com um gerador PCM de som estereofónico, um cabo para ligação entre consolas para jogos multiplayer até 4 jogadores e, mais tarde, com a GameCube. Como continua a ter um Z-80 no seu interior, o Game Boy Advance é compatível com todos os jogos anteriores dos Game Boy e Game Boy Color. Em 2002 saiu o Game Boy Advance SP com apenas 142 gramas, foi uma revolução na indústria de portáteis e que pode ser levado no bolso da camisa. Possui iluminação própria e bateria interna com uma duração de aproximadamente 10 horas. Vendeu 42,8 milhões de unidades em todo o mundo. Esta versão da consola tem, no entanto, um ponto fraco, já que não podem ser utilizados auscultadores de ouvido que não sejam fornecidos pela Nintendo, uma vez que a entrada dos mesmos na consola é semelhante à da bateria. No ano de 2005, a Nintendo lançou o Game Boy Micro, que possui a mesma tecnologia do Game Boy Advance, mas remodelado com linhas mais futuristas, frente destacável e écrã menor mas bastante nítido e iluminado. Herdou do GBA SP a bateria de lítio e vendeu por todo o mundo 2,5 milhões de unidades.

Aqui fica uma lista com alguns dos jogos da consola portátil da SEGA:

  • Super Mario Land
  • Super Mario Land 2
  • Teenage Mutant Ninja Turtles - Fall of the Foot Clan
  • Tetris
  • NBA All-Star Challenge 
  • Bart Vs. The Juggernauts (......)

Sem comentários:

Enviar um comentário